Segunda-feira, 18 de Fevereiro de 2008

Amador dedicado.

O título poderia ser "Da importância de se ter um "hobbye", mas gostaria de fazer alguma diferença aqui, a menos para meu propósito imediato , entre o "hobbye" que é puramente uma atividade de espectador (cinema, tv, observar a natureza por exemplo) e aquelas atividades onde agimos, intervimos ao menos de alguma forma.
Por exemplo, tocar um instrumento, fotografar... praticar um esporte.
Vivemos sob o aguilhão do tempo e de seu escudeiro fiel, o sedentarismo.
Ninguém negaria a importância de se ter alguma atividade diferente ou mesmo radicalmente diferente de seu trabalho.
Isto é diferente de puramente distrair-se.
Que é igualmente importante, claro.
Mas o "hobbye" envolve certa fidelidade e comprometimento.
Assim, sintetizando o que quero estabelecer é uma diferença entre "hobbye" e "lazer".
Posso falar à vontade disso a partir de minha própria experiência.
Sou músico mas meu "hobbye" é a Informática, em especial o software.
Quando era professor de Matemática, meu "hobbye" era a Música, até que ela se agigantasse em minha vida e de mim tomasse conta por completo!
No início, por ser um intuitivo (toquei de ouvido , sem nada saber, por quinze anos.depois estudei vinte anos e continuo estudando até hoje) temi que uma atividade tão prazeirosa pouco utlizasse o cérebro esquerdo.
Ledo e saudável engano!!!
Estudando Música com a máxima profundidade que consegui, reparei que há um modelo teórico maravilhos, cheio de perspectivas e possibilidades em aberto.
Um paraíso do qual ninguém me expulsará(só ela, a indesejada...hehe).
Aliás posso dizer que uma das coisas chatas de se morrer é ter que parar de tocar (ao menos por essas bandas).
Dei aula em universidades, aulas de matemática, por vinte anos.
Há muita poesia e beleza nas matemática, muito além do simples calcular.
Um modelo lógico-formal, fascinante e aberto ainda!!!!
Muito a descobrir e aprender.
Assim, trabalho sempre com os dois lados do cérebro e uma das coisas que fiz questão de orientar meus dois filhos (e agora os netos) foi dessa importância de alternarmos entre os dois lados do cérebro.
Trabalha com o hemisfério esquerdo?
Arranje algo que mexa com o direito.
E vice-versa, claro.
Se puder além disso fazer um Yôga...Perfeito!!!
Ainda estou isso me devendo agora .
Fí-la em passado não tão distante, mas que falta me faz...!!!
Não é segredo o desprezo que tenho pela televisão.
Ao menos para quem me honrou lendo meus artigos nesse blog.
Portanto, se não tem uma atividade dedicada, um semi-profissionalismo, ARRANJE UMA!!!!
Melhor ainda, seja mais que um "hobbista", seja um AMADOR DEDICADO!!!!
Lembre-se  da idéia desse humilde professor e músico formado pela Universidade dos botequins.
Um grande abraço amoroso em todos!!!!

E eis um vídeo caseiro com uma amostra de meu trabalho :

estado de espírito: Feliz.
música correlata: Waht are you doing the rest of your life - Michel Legrand
publicado por renatoalvim às 20:10
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

.Algumas informações sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.artigos recentes

. Amador dedicado.

.arquivos

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds