Sexta-feira, 25 de Janeiro de 2008

Viva a Bossa!!!!!

Tenho este ano sessenta anos (estou curtindo a idéia das filas de banco e supermercados!).
Em 1957 portanto tinha eu dez anos.
À Bossa e ao JAzz devo grande parte de minha formação musical.

BOSSA NOVA!!!!

Um som surpreendente!

Ouvir o João cantando e acompanhando...

O que era aquilo?

Como se tocava?

Ia a shows e "fotografava" mentalmente os acordes que faziam.
Chegava a casa correndo par apegar o violão e não esquecer o que havia visto e ouvido!
E mais discos e discos!!!!

Aquel vinil com Julie London cantando "Cry me a river" acompanhada de Barney Kessel!!!

Aquelas "nonas" do Barney (T"hanks" Barney, uso-as até hoje!)

E a Bossa estourando no exterior, no mundo!!!!!

Se os músicos hoje têm um mercado garantido no exterior, devem isso à Bossa.
Mas
brasileiro odeia fazer sucesso.

Logo surgiram os "inimigos declarados" da Bossa.
Entre eles alguns de gênio, lamentavelmente.

Caetano e Gil, por exemplo.

Ambos fizeram Bossa Nova, magistralmente, mas a idéia era outra que todos sabem.

A partir daí, a música "internacionalisou-se" (eufemismo para a música norte-americana
de baixa qualidade).
O pessoal da Jovem Guarda em sua maioria se tornou produtores e diretores de selos ou gravadoras.

Matou-se a Bossa Nova.

Lembremo-nos de Carmem Miranda, o maior sucesso nas décadas de 40 a 50 nos Estados Unidos e na Europa.

É típico de nós, os brasileiros.
Não perdoamos àqueles que fazem sucesso no exterior!

Quando voltou foi acusada de "americanizada" e repudiada por uma "elite" branca  que detestava samba , visto que era "coisa de negros".

Ela nunca superaria a tristeza deixada em seu coração valente pelas
vaias dos porcos
com pérolas!!!!

Não foi o mesmo caso da Bossa Nova?

Sucesso no mundo inteiro.
Desprezada aqui depois de certo tempo por ser jjustamente "americanizada".

"Mutatis mutandis..."

Uma outra teoria é mais simplista : mataram a Bossa porque não conseguiam tocá-la.

Simples assim.

Três acordes todo mundo toca.

"Capotasto" para mudar a tonalidade e vamos lá!!!

E agora?
Que é da música nacional????

No país onde a "elite" porca que ainda persiste no poder tenta tornar o Rock a "música oficial".

Só o que se ouve, fora o pop "nacional" e o hip-hop afro-brasileiro (???)

Mas a Bossa não morreu !!!

Não no coração dos músicos, que haviam evoluído tremendamente até os dias atuais.

Fazem escolas e faculdades de Música, estudam particularmente.
Coisa rara quando comecei...

Me perdoem os cantores e cantoras, mas enquanto a maioria deles já se acha aquinhoada pelo bom Deus (deles) e não estudam nada além de canto, os músicos continuam fazendo sua revolução.

Estudando Harmonia, Improvisação, Arranjo.

Mas, pergunto eu : Onde aplicar o que aprendem?

No RAP?

Nas músicas de dois, três ou mesmo nenhum acorde?

Muitos alunos chegam a minha casa querendo tocar esse tipo de música.

Imediatamente eu indico professores amigos competentes nessa área.
Alguns insistem em estudar comigo mesmo assim.

Aí digo que ao final de seis meses eu os encaminharei a quem os possa orientar melhor na área específica do que queriam.

Pois todos passam a tocar Choro, Bossa, Samba, ritmos brasileiros em geral e alguns até chegam ao Jazz e à música instrumental.

O que me impressiona são as antigas "críticas" à Bossa Nova.
Alguns diziam que as letras eram imbecis...

Ora, façam-me o favor!!!!

Analisem as "letras" de hoje!

Isso em falar das "melodias" (quando existem), uma profusão de segundas maiores e menores.

E a prosódia???

Como as "letras" não cabem justas na melodia, temos as palavras "esticadas" : "fazendu-u-u´", amandu-u-ú".Já havia reparado nisso???

Muitos adeptos do tradicionalismo dizem que a Bossa usa a harmonia jazzística.

Que cara de pau!!!!

E o choro?

Radicais considerando-o a única música brasileira ou carioca...

Harmonia brasileira ou européia?

Mazurcas, schottishes,polcas, tango, tango brasileiro.

O que houve então?

O RITMO é brasileiro, as melodias o são!

Como na Bossa, que ainda estendeu os limites do Jazz.

Agora, o que se ouve (eles, não eu) no rádio é brasileiro?

Hip-hop é brasileiro?

O RITMO é brasileiro?

As idéias são brasileiras?

O vestuário?

O gestual?

O RAP é brasileiro?

 Deveria ser ReP, traduzido...hehehe.

No Rock, o ritmo é brasileiro?

No pop?

Poderiam ser apenas versões que dariam na mesma.

Não sou, nunca fui e nunca serei, como não me canso de repetir, o dono da verdade.
Muito menos do saber ou da Música.

Nem preconizo que não se toque esse ou outro tipo de Música!!!!

Apenas que possamos ouvir também Bossa Nova e outros ritmos brasileiros autênticos!!!!

Essa é apenas a minha opinião.

Se não concordam, têm todo o direito, mas fica combinado assim : cada um na sua !

Agora, minha homenagem a todos os pioneiros e bossa-novistas do Brasil e do mundo!!!!
Parabéns pelo universo que nos legaram.

Nada nem ninguém nos expulsará do paraíso que els criaram (parafraseando Russell sobre Cantor e a Matemática Moderna, outra coisa genial que fizemos questão de enterrar - fazia o povo pensar!)).

Meu tributo e respeito aos mestres!!!!!(em ordem de lembrança apenas), compositores, músicos ,letristas e produtores.

Tom Jobim
João Gilberto
Vinícius
Johnny Alf
João Donato
Lysias Enio
Roberto Menescal
Ronaldo Boscoli
Carlos Lyra
Marcos valle
Paulo Sergio Valle
Silvia Telles
Aloysio de Oliveira
Maysa
Antonio Maria
Dolores Duran
Barney Kessel e Julie London
(homenagem ao famoso disco de ambos)
Edu Lobo
Baden Powell
Toquinho
Paulinho Nogueira
Luiz Bonfá
Toninho Horta
Juarez Moreira
Fafá Lemos
Nelson Motta
Dori Caymmi
Nana Caymmi
Danilo Caymmi
Tião Neto
Helio Delmiro
Victor Assis Brasil
Fernando Martins
Paulinho Braga
Naná Vasconcelos
Alfredo Gomes
Amilson Godoy
Bebeto
Luisinho Eça
Tamba Trio
Os cariocas
MPB4
Quarteto em Cy
Gilson Peranzetta
Paulo Russo
Heraldo do Monte
Paulinho Nogueira
Toninho Horta
Durval Ferreira
Ydriss Boudrioua
Cesar Camargo Mariano
Elis Regina
Leny Andrade
Ian Guest
Sergio Nacif
Ricardo Silveira
Ivan Lins
Celia Vaz
Joyce
Tito Madi
Billy Blanco
Victor Martins
Juca Chaves
Lucia Lins
Gonazaguinha
Luis Alves
Marco Pereira
Ary Piassarolo
Aloysio de Oliveira
João Donato
Paulo Cesar Pinheiro
Fatima Guedes
Thereza Tinoco
Sandra de Sá (sim, cantava Bossa)

e claro, a todos os que esqueci agora, mas que irei incluindo no dia a dia!

Um abraço fraterno a meus irmãos músicos e a todos os que amam a Música.

Aos músicos geniais de hoje e do passado, aos arranjadores, cantores e cantoras!

Homenagem a meu irmão gêmeo Antonio Carlos Alvim, a  meu tio Helcio França Alvim.

A meus avôs e avós maternos e paternos.

À minha amada, Giovana Melo, flautista.

A meu filho Alexandre Alvim (músico) e a meu filho amante da boa música Marcelo Alvim!

Homenagens póstuma a Haroldo e Aparecida Marques Alvim, meus pais, meus avós e avós à minha tia Helly Maria.

À minha querida irmão e família : Oscar, Guga e Flávia.E Victor (o cão).

A José Carvalho de Oliveira (Juquinha), saudoso grande amigo.

A Paulo Assis Brasil, grande amigo e a Rony Tabosa, grandes amigos e companheiros.

A Ney Deluiz, amigo de infância, um irmão a mais.

A toda a minha família e às minhas novas famílias : Arruda e Melo.

Ao Paulo Melo, Milton, Fátima, Maria, Manuel Lorenzo, Marly, Milson, Marlindo, Mario, Marly.
e suas famílias.

Ah! Antes que me esqueça : velho saudosista é o ..."armanho"  !!!!!!!

Hahahahahahahaha....

Viva a Bossa Nova!!!!!





 
estado de espírito: Feliz
música correlata: Garota de Ipanema
publicado por renatoalvim às 11:42
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.Algumas informações sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.artigos recentes

. Viva a Bossa!!!!!

.arquivos

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds