11 comentários:
De J.Galocha a 9 de Abril de 2009 às 10:42
Concordo plenamente com tudo, também não permito os alunos inverterem as cordas, Baden Powell era canhoto também e nem por isso tocava com o violão de ponta cabeça!
De Vinheteiro do Youtube a 27 de Março de 2010 às 20:50
Os pianos de canhoto existem sim. São pianos onde as teclas e cordas do grave de um piano normal, são os agudos.
Ou seja, do lado esquerdo do piano, tem-se agudos, e do lado direito tem-se graves.
Veja o exemplo nesse link do youtube:

http://www.youtube.com/user/BrasilianMusician?feature=mhw4#p/u/18/mbaoW_BRmSQ
De Anónimo a 1 de Abril de 2012 às 02:09
Grato pela valiosa infomação.Mas deve ser teclado, não?Vou verificar no link que me apresentou.
De oston a 15 de Julho de 2010 às 01:16
Olá, meu caro, no momento em que li seu artigo me veio uma dúvida... o formato do violão/guitarra/baixo/violino/cello/piano..... é desse jeito pois provavelmente foi feito por um destro não? pensando na sua própria comodidade? será então que se tivesse sido feito por um canhoto não teria diferenças? não necessariamente a inversão , mas já é algo. Eu sou canhoto sim.. e gosto de fazer as coisas com a mão esquerda mesmo só para contrariar como abrir latas por exemplo , mesmo sendo um enorme esforço fazê-las. Não sei se escrevi em tom de crítica , se o fiz me desculpe (não sou muito bom em redigir textos, sou melhor com números [dizem isso sobre canhotos tb sabia?]).
De Anónimo a 1 de Abril de 2012 às 02:13
Grato por seu comentário, amigo.Muito importante para mim, embora respondendo tardiamente...
De Augusto a 21 de Setembro de 2010 às 19:16
Um simples motivo é o fato das coisas serem projetadas por um destro! Como já dito.
No caso de um violão clássico, realmente não vejo o porque de se inverter as cordas. Cabe ao músico decidir isso. Ele que vai tocar, ora bolas.
Já um violão cutaway, ou qualquer guitarra destra (stratocaster, sg, les paul, explorer...), na MINHA opinião deveria se inverter as cordas sim. Pois a guitarra foi feita para um destro tocar, logo a inversão de cordas seria para "compensar" esse projeto preconceituoso. rsrs
Ainda sobre guitarras, Albert King tocava com uma Flying V com as cordas graves para baixo!
Mas como todos podem perceber, a Flying V é uma das poucas que tem o desenho simétrico. Deixando a questão de inverter ou não as cordas, para o músico. (Hendrix tocava uma Flying V com as graves para cima)
Posso citar também, o exemplo de um colega que toca teclado ao contrário. Sim, ele passa a mão por cima dos controles e toca num teclado "canhoto". Ele se sente bem assim, fazer o que né?
Existem inúmeros objetos criados por um destro e feitos para uso de destros.

Opinião de um humilde pseudo ambidestro. rs

Abraço!
De Augusto a 23 de Setembro de 2010 às 02:17
Dá uma lida nesse interessante artigo:
http://geniusbr.tripod.com/Avesso/IMC.htm
De Paulo a 31 de Julho de 2011 às 21:09

O argumento da palheta vs dedos ( dedilhar ) é muito fraco. A questão da força se aproxima um pouco do fato, mas o que difere mesmo um violonista canhoto dedilhando com a mão esquerda e realizando tappings, montando acordes, etc, com a direita é a pegada, o canhoto tem mais terminações nervosas na mão esquerda, maior propriocepção, precisão portanto( não exatamente) , a pressão sanguínea subcutânea sofre maiores variações , toda a informação sensorial mecânica é processada em regiões distintas aos seus inversos. Mas claro que tudo isso é a possibilidade, é o teto do sistema. Ou seja, o teto de um destro num instrumento para destros, está muito além do teto de um canhoto com um instrumento tbem para destros. A questão de mais força não pode ser aplicado a todos, pois a " força muscular" não deixa de ser um elemento de alta variação conforme o meio e as necessidades do indivíduo , mas a sensibilidade global é outra, digamos que há mais naturalidade e profundidade nos sinais elétricos. Lógico que é prreciso levar em conta toda a relação com os grandes músculos do corpo, ou será que a musculatura fina está flutuando livre no espaço? A análise neuro fisiológica é extensa. O que acontece com frequência é que as pessoas ( geralmente destras e até canhotos sem fé ) confundem coordenção com dominância. Se vc é destro ou um canhoto sem fé e acha isso sem sentido para o seu mundo, pense em espirais horárias e anti-horárias. Parece meio que um Koan Zen mas deve funcionar em alguns casos.

vlw
De Dalmo a 27 de Novembro de 2012 às 17:24
Pq canhoto usa o lado direito do cerebro pra pensar... só por isso! Nao inverter as cordas, faze-lo tocar com a mao direita, é um atentado ao jeito diferente nosso de ver o mundo.

canhotos partem dos detalhes para formar o todo; destros partem do todo pra formar os detalhes.

Peça pra Michelangelo, ou Rafael ou Da Vinci para desenhar com a direita, e verás o resultado.

De fernando a 25 de Fevereiro de 2013 às 02:46
Sou canhoto e toco sem inverter tando no bass como no violao
De Josianne a 2 de Dezembro de 2013 às 22:34
A verdade é que o mundo foi pensado para os destros que são a maioria.

Acho uma violência obrigar um canhoto a tocar com a mão direita. Seria o mesmo que obrigá-lo a escrever com a mão direita.

Eu como canhota fico extremamente irritada com afirmações do tipo "Não há motivo para que canhotos aprendam violão invertendo suas cordas"

Acho uma violência.

Espero que o caro professor seja canhoto para falar com propriedade.

E não um destro fascista que tenta moldar seus alunos aos seus paradigmas.

Comentar artigo