Sexta-feira, 1 de Fevereiro de 2008

Spam e tele-marketing... coisas do dia-a-dia?

Vivemos a era da informação, da Informática, da Tecnologia da Informação (TI).
Cresce no país (ainda bem) a inclusão digital.
Desde que uso o computador em casa (lá se vão muitos anos, desde os BBS) me interessei pelo assunto, pois acreditei sempre que ela poderia realizar um grande trabalho de Educação, já que nossos governantes - TODOS, não importa o partido - sabotam cuidadosamente a mesma.
Sou um usuário Linux (Software Livre) dos mais antigos, pois o conheci em 1998.
Época em que o sistema engatinhava, época em que compilávamos "drives" (interfaces)
e até mesmo o cerne (kernel) do sistema operacional.
Errando e aprendendo.
Divertido e ao mesmo tempo algo exasperante na medida em que tudo era feito apenas para favorecer a empresa de William II.
Bem, mas vamos ao assunto de hoje : o que é pior?Spam ou" tele-marketing" (tele-vendas).
Spam é o anglicismo para mensagens em massa, mensagens de propaganda em geral.
Portanto uma invasão de sua privacidade, visto que seu endereço foi descoberto por meios ilícitos, sem sua sutorização.
Uma grande mobilização foi feita no sentido de conter a fúria dos "spammers".
Assim, os web-mails (leitores de email pela rede) costuma ter recursos anti-spam
que ao menos os categoriza numa pasta (diretório, antigamente) e assim o leitor os abre se quiser ou simplesmente os apaga ("deleta").
Mas e quanto ao malsinado "tele-marketing" ???
Os mesmos spammers agora atacam pelo telefone.
Pessoas despreparadas para o serviço (lembre-se, somos um país de analfabetos funcionais) ligam para nossas residências, numa BRUTAL invasão de privacidade e nos atacam com suas toscas tentaivas de vender algo de que em geral não precisamos.
Isto agora é feito também por empresas de "caridade" que TODO o mês ligam, tentando transformar uma doação em dízimo, em compromísso obrigatório.
Toda a forma de chantagem é feita.
Sabemos que "brasileiro é tão bonzinho", de nada reclama e ao se sentir constrangido
reage entregando os pontos.
Outro dia um canalha desses me ligou e ao ver que não iria comprar um de seus mirabolantes planos de saúde falou-me "Se não vai comprar, não enrola...porra".
E desligou, protegido pela imunidade do anonimato.A partir daí, tomei a decisão : NÃO ATENDO MAIS A TELE-MARKETINGS!
As funcionárias  usam todo tipo de truque aprendidas em rápidos cursos de embromação
e falcatruas.
Chamam-nos ao telefone dando nomes comuns.
"Quem quer falar com ele?"
"Lídia".
Com se fosse alguma amiga da qual não nos lembramos.
Essa é uma das pistas.
"Lídia de onde?"
Isso basta para saber a origem;
Mas algo deve ser feito urgentemente.
Um anti-teklemarketing", um software reconhecedor de picaretagens.
Poderia ser até um serviço adicional que muitos pagariam por ele.
Mas é claro que isso deveria ser função obrigatória das prsetadoras do serviço.
O que acham?
estado de espírito: Injuriado!
música correlata: "É..." Gonzaguinha
publicado por renatoalvim às 13:39
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Nelson Faria a 23 de Maio de 2008 às 16:30
Fala Renato, tudo bom? Quanto tempo... Precisamos nos ver ... parece até sinal fechado.
Bom, comentando sobre este tópico, acho que telemarketing é realmente invasão de privacidade, pois a pessoa te requisita ao telefone e fica insistindo... é realmente um saco e essa prática poderia ser abolida pelas empresas. Em relação aos spams , apesar de serem chatos, são facilmente deletáveis ou, quando tem uma opção de remover, te dão a escolha de não mais recebê-los. Agora, te pergunto: Quando você COMPRA um jornal, você estava querendo comprar as propagandas? Quando você assiste a TV PAGA você também estava querendo pagar pelo horário comercial que interrompe o filme no melhor momento? Provavelmente não, porém , de vez em quando, você até vê algo que te interessa como o anúncio de uma bela peça de teatro que você não sabia que estava em cartaz ou a propaganda de um determinado show ou produto interessante. Na verdade a propaganda NUNCA é solicitada. Ao menos eu não conheço, a não ser a propaganda por email onde a pessoa se cadastra para recebê-la. É importante lembrar que sites pequenos, sem poder econômico tem a propaganda por email como solução mais barata e efetiva (por mais incrível que possa parecer a resposta é altíssima) pois não podem pagar pela propaganda em revistas e TV. Fico então perguntado porque os spams são tão combatidos e deixam de fora as propagandas da TV, revistas e jornais?
Abraço do primo.
PS: Vamos marcar um jantar com as famílias?

Comentar artigo

.Algumas informações sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.artigos recentes

. TVer or not TV ???

. Vinte anos "blues" ...

. Nós, os brasileiros, somo...

. Futebol, fair-play e cará...

. Piano para canhotos?

. A vitória da mesmice-comp...

. Músicas Brasileiras em PD...

. O amor é lindo???

. "O mestre-sala doa mares"...

. Manhã de Carnaval - Arran...

.arquivos

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds